sexta-feira, 2 de maio de 2014

Música de Video Game pode ser considerada Música Clássica?



Foi feita a seguinte pergunta no site http://www.classicfm.com: pode a música de vídeo game ser comparada a música clássica? E seus compositores serem comparados a Beethoven, Mozart, Wagner e outros?
Já que as perguntas movem as pesquisas, então vamos a algumas analises e respostas para essa questão.



A música de entretenimento hoje.

A música feita para o jogo é tal como a música feita para o cinema, criada para o entretenimento, o que não é uma novidade na música clássica. A música de entretenimento existe desde que os Mecenas patrocinavam a arte, quando deixou de ser apenas funcional (religiosa, militar) e passou a ser apreciada como arte e lazer. 

Quando o cinema ainda era mudo, se utilizava a música ao vivo. A música pode ser usada tanto para sua apreciação pura, como para fazer parte de um ambiente, dar o "clima", ou seja, a cena dos filmes e jogos..

Hoje é comum haver espetáculos com orquestras que tocam temas de filmes ou mesmo trilhas de jogos, como o Games in concert:

Arena
gamerporter



Quem são esses compositores?

Trent Reznor

Vamos a alguns exemplos: como o cantor e compositor Trent Reznor, que possui uma banda de rock industrial chamada "Nine Inch Nails". Em 1996, Reznor junto com sua banda ajudou na trilha de Quake 1, ainda em 2012 compôs e cantou a música tema do jogo Call of Duty

Robert "Bobby" Prince lutou no vietnã entre 1969 e 1970, e curiosamente compôs trilhas para jogos de tiro e ação. Em 1993 compôs a trilha de Doom I (que saiu em 1994), Doom II, Duken Nuken 3D, Wolfstein 3D etc.

Mas até agora falamos de músicas que não são tão caracterizadas como música de concerto; esses foram apenas exemplos para mostrar que o mercado dos games abrange um certo número de estilos musicais, que poderá variar de acordo com a época, e mesmo do clima do próprio jogo.

Robert "Bobby" Prince


Diferentes ambientes de jogos, diferentes músicas. 

 Thiago Adamo, compositor brasileiro de trilhas para jogos, diz que a música em jogos de MMO, não podem atrapalhar a imersão dos jogadores, o que é diferente em jogos de celulares, em que ela se torna um componente importante para a imersão. (SARAIVACONTEUDO)

"A partir daí, começa o trabalho do compositor. Definimos a estética musical – se for um jogo de tiro, uma música mais rápida, eletrônica; se for infantil, usar instrumentos que remetam à infância, e assim por diante. Depois, o tema é apresentado aos produtores e começam as fases de produção e mixagem". (ADAMO)


Embora o posicionamento de Thiago Adamo seja interessante e mostre a preocupação com as referências, devemos lembrar que nem sempre fórmulas podem ser criadas, sendo sempre inovador e revolucionário aqueles que vão contra o óbvio. Mas diante de uma era em que compositores podem estar mais preocupados em quanto vão lucrar fazendo a trilha para um jogo, fica dificil avaliar as reais intenções do compositor e seu comprometimento com o conteúdo artístico sem se influênciar com a demanda da produção.



Diferenças de games e cinema

Pedro Bromfman
Pedro Bromfman, compositor da tilha de Tropa de Elite, também passou a compor para os games, e diz que a transição não foi tão facil, pelo fato de que no filme você já tem uma cena editada, com duração certa e no jogo esse tempo é variável, sendo necessário criar uma série de loopings. Sua primeira experiência foi com o jogo Max Payne 3 (reparem a semelhança entre as duas trilhas). Ele diz que ainda é possível trabalhar a diferença de intensidade nas músicas durante combates com adversários ou mesmo mudança de músicas como podemos ver nos jogos mais atuais.







Música de games pode ser música de concerto?

Jeremy Soule

A música dos games é diferente da música de concerto, pois ambas são feitas para propositos diferentes, mas algumas músicas de video game podem ser tocadas por  orquestras, sendo adaptadas para isso. Mas o que identificaria uma música de concerto? primeiro seu estilo, uma trilha do jogo Doom não poderia ser música de concerto, mas bem poderia ser criado um arranjo que a faria soar como uma música para orquestra (o arranjo faria essa adaptação).

O compositor Jeremy Soule (The Elder Scrolls: Morrowind, Skyrim: Dragonborn, Neverwinter Nights, Dungeon Siege, Guilds War 2 etc), tem o estilo voltado para a composição de música de concerto. Podemos observar que sua música não precisa de  adaptação, por que são músicas proprias para orquestra. Se tiradas dos jogos e levadas a uma sala de concerto, poderiam levar alguns a não reparar a sua primeira aplicação! Talvez os mais atentos perceberiam que a música entra em algumas imersões e "climas", com poucos ou nenhum solo, mas qual regra me impede de fazer uma música inteiramente para concerto que busque a mesma ideia?


 Morrowind theme está em ré menor e segue regras básicas de composição de qualquer música de concerto, ainda podemos observar versões como essa feita para piano. Jeremy Soule é descrito como o John Williams dos video games, já compos para mais de sessenta jogos. Soule sempre foi apaixonado pela música das orquestras sinfonicas, dizendo que a orquestra é o instrumento final, capaz de expressar todas emoções humanas.


Respondendo a pergunta inicial: Música de video game pode ser considerada música de concerto? Sim! Devemos pensar que uma música de video game pode ter vários estilos, podendo ser totalmente funcional para um jogo, mas também pode soar bem em uma orquestra. A música original de jogos, pode soar já como uma música de orquestra, para aquelas que não tinham a caracteristica de orquestra, foram feitos os arranjos necessários.. Um bom exemplo foi a Orquestra Filarmônica de Londres que montou uma compilação com músicas de games chamado "The Greatest Video Game Music" que saiu em dois volumes. (Volume 1, Volume 2)

O compositor de video game pode ser equiparado ao compositor clássico? Sim, pois o fato de compor músicas funcionais para jogos não tira o mérito desses de serem também compositores como os outros. A música deles, pode ser tocada por uma orquestra qualquer em uma apresentação puramente musical. Um Soule (jogos) e Williams (cinema) são tão compositores quanto Bethoveen.



LINKS DE REFERÊNCIA
http://blog.retinadesgastada.com.br/2010/12/top-10-compositores-de-musica-para.html
http://www.classicfm.com/conversation/video-game-scores-are-they-classical-music/
http://www.imdb.com/name/nm0722153/bio?ref_=nm_ov_bio_sm
http://wiki.guildwars2.com/wiki/Jeremy_Soule
http://www.imdb.com/name/nm0815819/bio?ref_=nm_ov_bio_sm
http://www.saraivaconteudo.com.br/Materias/Post/47163
http://canaltech.com.br/noticia/musica/Orquestra-Filarmonica-de-Londres-lanca-album-com-musicas-de-games/

Nenhum comentário:

Postar um comentário