quarta-feira, 6 de junho de 2012

Assuntos Complexos na Música, Parte 3:Amplitude, Frequência e comprimento da onda.

Frequência e Amplitude.
Quando gravamos o som usando algum programa de computador, ele gera um gráfico de como essas ondas se comportam, é sobre essa imagem gráfica na qual vemos, que vou explicar nesse texto.
Vamos observar a figura a seguir:
Observe a linha no meio, esse seria o ponto zero, o que está acima são valores positivos e o que está abaixo são valores negativos, como se fosse em um plano cartesiano. Quando não é produzido som, não existe oscilação, portanto o gráfico se mantem no ponto zero (seção 1 do gráfico), mas quando é produzido o som, essa oscilação irá acontecer (seção 2), perceba que dependendo do tipo de som, essa oscilação irá variar, quanto mais intenso (forte) for um som, mais alta será essa oscilação (seção 3), menos intenso (fraco), será menos oscilante e mais perto do eixo 0 (seção 4).
A frequência se relaciona com a altura da nota, ou seja, sua propriedade de ser mais aguda ou mais grave, quando o som for mais grave, mais larga será a curva da oscilação (seção 5) , e quanto mais agudo, menos larga será a oscilação (seção 6).
A frequência
Vamos observar agora a nota lá que tem frequência de
440 Hz (440 vibrações por segundo):
Esse Lá a 440 Hz terá uma determinada oscilação, já um lá a 880 Hz ( mais agudo e o dobro matematicamente) terá uma oscilação mais rápida, exatamente o dobro em um gráfico, e um lá a 220 Hz (mais grave, metade de 440) terá uma oscilação mais lenta, exatamente a sua metade.
Tudo isso ainda pode ser combinado, é possível produzir um som intenso e agudo, dessa forma a onda seria menos larga e mais alta, combinar amplitude e altura é normal.






Período e comprimento da onda.
Perceba que no desenho a onda parte do ponto zero (a linha traçada ao centro) tem um momento positivo (acima da linha do meio) e depois repete de forma muito parecida o gráfico em um momento negativo (abaixo da linha do meio), as ondas sempre farão esse percurso pois partem de um movimento circular, seria como um ponto que gira em volta de uma esfera e essa esfera anda por cima de uma linha, esse ponto que gira estará sempre traçando o gráfico, conforme a a esfera se desloca.
Podemos medir o período a partir do ponto zero, deixando que a linha passe por seu momento positivo e negativo até retornar novamente a origem, isso sera repetido e o somatório dessa repetição resultará no som que ouvimos.
Frequência, período e comprimento de onda relacionam-se sempre com a percepção das alturas. O comprimento da onda é medido na crista da onda (o ponto mais alto).

A = Amplitudes
P = Período

Na próxima postagem darei prosseguimento ao assunto mostrando porque a onda assume linhas tão tortuosas e não somente circular, uma vez que entendemos que o gráfico e produzido a partir de um movimento continuo e redondo, então como esse produz uma oscilação tão grande no gráfico, antes de voltar ao ponto zero?
Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário